© 2017 Mamatraca - Site criado por Confia.Me

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

17/11/2017

Na última quinta-feira 09/11 ocorreria uma audiência pública na Câmara dos Vereadores, dentro da comissão de Educação e Esportes, para a qual eu fui convidada para compor a mesa. Essa audiência foi convocada ainda quando o prefeito de São Paulo queria oferecer subprodutos da indústria alimentícia para as crianças, medida anunciada em 18/10.

Como num filme de Hollywood, em menos de 15 dias passamos por um surpreendente plot-twist e de farinha de resto as crianças da prefeitura vão comer frutas orgânicas. Curiosidades à parte, audiência ainda necessária, como qualquer audiência, para abrir espaços de diálogos tão urgentes entre poder público e população. E eu estava lá, olha quem mais estava la: 

De acordo com o gabinete do Vereador Toninho Vespoli (PSOL) o Codae (Controladoria de Alimentação Escolar), o Comusan (Conselho Municipal de Segurança Alimentar) Geduc ( Grupo de Atuação Especial de Educação - do Ministério Público) além da SME na figura do Secretário Alexandre Schneider...

04/08/2017

A CULPA NÃO É SUA. Pode largar esse fardo amor. A culpa não é sua. Para além das pesquisas que provam o que eu estou escrevendo, tenha por certo que você é VÍTIMA e não culpada, da indústria do desmame.  Sabe quando uma mulher é agredida e alguém culpa o tamanho da saia que ela estava usando? Com a amamentação é o mesmo conceito: culpar a vítima para proteger o vilão.  E quem é o vilão da amamentação? Bem, eu tenho minha convicção: é a multibilionária indústria do leite artificial e seus aparatos, bicos chupetas e mamadeiras. E junto com ela todas as outras estruturas que lucram com o desmame. Pensa bem, que lucra com amamentação? Seres humanos. Só.  Corporações detestam amamentação porque ela não dá dinheiro.  Quando a saúde pública vai bem, a indústria farmacêutica ganha muito dinheiro? Não. Hospitais? Menos. Dá para vender muitíssimo leite artificial e mamadeira? Não. Dá para aumentar a verba do marketing criando campanhas mirabolantes de pareceria entre conglomerados empresar...

20/05/2017

"Empresa não faz doação, faz investimento"

As blogaira tudo receberam um press kit de uma indústria multinacional "apoiando a doação de leite materno". 🤔

O que é uma causa urgente e nobilíssima, no entanto impossível ignorar o fato de que os bancos de leite estão vazios não apenas por falta de doação - mas por falta de amamentação, coisa que gera muito lucro para quem? Para as indústrias multinacionais. 😒

A indústria faz uma caixa de cacarecos, manda para as "influenciadores digitais" bottons, pôsteres e um vidro logotipado da campanha. Na expectativa de mídia espontânea e melhora da percepção de marca, por supuesto. Faz site, contrata agência de imprensa e o caramba todo. 🙄

Com essa grana de ação publicitária, poderia mandar anonimamente uns milhares de vidros com tampa de rosca de plástico - recipiente de coleta de leite sempre em falta, caso tivesse mesmo interessada em ajudar alguma coisa. 😏

Fica por aqui mais um episódio da série "13 razões por que eu sou uma blogueira po...

02/02/2017

Esse vídeo veio de uma epifania que tive há uns quatro anos. Foi quando um dia eu finalmente saí do pensamento que entendia que amamentação era uma questão de esforço próprio (porque comigo tinha sido assim) e percebi a gravidade do contexto que nos cercava. Escrevi esse texto aqui, que outro dia relendo me deu vontade de completar. Só que dessa vez, falando mesmo.

20/05/2016

ou

Formas sutis de dizer que você não pode!

Texto originalmente publicado no finado Super Duper em 27/02/2013

Assisti o trailer do documentário Milky Way

Uma frase desse pequeno trailer me chamou atenção:

"Temos que começar a questionar do que estamos privando as mães quando dizemos para elas que não são capazes de amamentar seus bebês."

Isso ficou ecoando na minha cabeça, porque eu nunca havia entendido que o mundo acreditava que eu seria incapaz de aleitar meu filho. Mesmo assim, eu morria de medo de não conseguir, de falhar. Essa incoerência não faz sentido, se eu me acreditava capaz, porque o medo? E quando eu me questiono do que estamos privando as mães quando elas acreditam que não são capazes de amamentar seus filhos, eu vejo isso:

Tem um olhar que as crianças fazem quando mamam. É efêmero,  só para a mãe. É um lampejo entre as almas, através das janelas, os olhos. É disso que estamos privando as mães, quando nos comportamos como se elas fossem incapazes. Um prêmio para quem adivi...

21/10/2015

As árvores de manga eram fartas e abundantes no Brasil Colonial. Já o leite era raro e caro. Naquela época, inventaram então que manga com leite dava congestão e levava à morte. Com o objetivo de dissuadir o consumo do leite por parte dos escravos, que se contentavam em comer somente as frutas, e se livravam da triste sina do caixão e vela preta da combinação tenebrosa de manga e leite. Esse, reservado depois disso aos senhores de engenho. Aqueles malandros. Leite com manga não faz mal, mas mesmo assim o mito existe e tem muita gente que não saboreia a iguaria de jeito nenhum. Com amamentação não poderia ser diferente, muitos anos de cultura, interesses das empresas fabricantes de produtos substitutos, pitacos de desentendidos e falta de compromisso dos profissionais de saúde nos trouxeram diversas afirmações mitológicas, que perpetuam no imaginário materno-popular. Com o agravante de que esses mitos podem tirar da mãe e do bebê a chance de viverem uma experiência indescritível. Felizm...

23/09/2015

Sabia que para vários produtos o custo de publicidade é mais alto do que o do próprio produto? Tipo assim, se você paga 10 reais num xampu comum, 30% é custo do produto (desde fabricar até entregar na loja) e 70% pode ser custo de publicidade - do jabá da blogueira ao cachê da garota propaganda! O que seria da Bestlé sem suas garotas propagandas, não é mesmo?  Uma análise crítica da mídia do desmame vai mostrar para você que, se por um lado existe um esforço da comunicação pública em promover a amamentação através das campanhas com as "madrinhas" famosas, parece que quem está por cima da rapadura não é você e nem sou eu. Observe que curiosa coincidência! As madrinhas e padrinhos da amamentação sempre viram queridinhos da Nestlé! Maria Paula, Vanessa Lóes, Nivea Stelmann, Cláudia Leitte

22/09/2015

A Nestlé é responsável pelos altos índices de desmame no Brasil: Ainda que existam leis que protejam a amamentação, estamos enfrentando sempre uma tarefa hercúlea, quando se trata de informação. Simplesmente porque de um lado há as pessoas, coletivos e polos de conteúdo independente e conhecimento passado de mãe para mãe, e do outro a gigantesca indústria de leite artificial, bicos, chupetas e mamadeiras. Que depende do desmame para seguir prosperando ao lucro máximo. E tem dinheiro para garantir isso, através das maravilhas da publicidade. Eu poderia citar aqui qualquer um dos fabricantes de leite artificial - que travam entre si uma outra luta pela hegemonia do mercado - mas a bola da vez é a gigante Nestlé, pioneira na disseminação de boas práticas para desmame. Na última quinzena a internet (especialmente materna) mostrou a quem quisesse ver, a ardilosidade da publicidade para leite artificial e produtos de introdução alimentar.   Foram eventos "de conteúdo para mães"...

19/03/2015

Devido ao enorme sucesso do último post e incontáveis (quatro) e-mails que recebi pedindo dicas para uma boa experiência com amamentação preparei uma série de posts das melhores informações sobre o tema, compiladas sob o ponto de vista de uma pessoa (euzinha) que acredita que o ato de amamentar é mais do que uma boa opção de saúde, e sim um projeto de amor. E que vale à pena trabalhar nele. Como mamíferos temos por regra que as fêmeas de nossa espécie alimentam os filhotes através da maquina perfeita que é o corpo humano: o seio produz leite e o bebê já nasce com o reflexo de sugar. ​​   Maaas sabemos que na prática não é bem assim. O Brasil possui uma das taxas mais baixas de aleitamento exclusivo do mundo, enquanto a Organização Mundial de Saúde preconiza os 6 meses do bebê como marco para introdução de outros alimentos e bebidas, acumulamos parcos 54 dias dessa pratica, de acordo com pesquisas recentes. Se a grande maioria das mães está disposta e quer amamentar seus bebês, por...

Please reload

PROJETO CLAREAR

COM CEILA SANTOS

 

ESPECIAIS