© 2017 Mamatraca - Site criado por Confia.Me

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Empreendedorismo materno não é escolha

28/08/2017

A romantização do empreendedorismo materno - vendendo a ideia de que apenas o talento e o desejo para fazer determinada coisa seriam suficientes para que uma mulher mãe se tornasse realizada profissionalmente, financeiramente independente e ainda por cima plenamente satisfeita com sua maternidade - está dificultando demais a vida mulheres.

 

Ninguém vai elucidar - à priori - que empreender é investir investir investir PARA PODER trabalhar trabalhar trabalhar. Vão sempre apresentar um aspecto quase mágico, onde "basta ser quem você é e acreditar nas suas paixões" para as pessoas jogarem dinheiro na sua conta.

 

Esse discurso as faz acreditar que empreender é uma escolha. Não é. É falta de escolha na maioria das vezes, quando mães são hostilizadas nos ambientes de trabalho, preteridas e muitas vezes demitidas apenas porque... trouxeram alguém para o mundo.

 

 

Ao "escolherem" o empreendedorismo materno empacotado, as mulheres não estão plenamente informadas das capacidades comportamentais, técnicas e outras disponibilidades necessárias para tocarem seu próprio negócio.

 

Empresto meu exemplo: tenho altas competências para meu trabalho autônomo. Eu sou uma excelente técnica nas áreas que atuo (e atuo em duas - produção de conteúdo e no Atelier). Mas sou lástima deplorável para tudo que envolve finança, números, banco, administração. Isso tem impacto direto no meu trabalho cotidiano. Investir para poder trabalhar e trabalhar ainda mais um pouco para poder se organizar para poder investir para poder trabalhar... looping eterno.

 

O "empreendedorismo materno de boutique" respeita o fato de que indivíduos não são capacitados em todas as áreas que um negócio precisa?

 

Tanto quanto um patrão de mãe de criança pequena respeita a festinha da escola no horário de trabalho.

Please reload

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Gostou do Texto? Apoie para o que o Mamatraca siga livre de publicidade corporativa!

Não pode doar? Comente, curta, compartilhe e volte sempre!

Please reload